A AUTOBEM BRASIL fundada em 2010, com o objetivo de ofertar proteção para caminhoneiros, por meio da prestação de serviços, agilidade na resolução de problemas e atendimento personalizado e humanizado, em 2014 consolidou-se no mercado sendo pioneira no segmento de mútua cooperativista Brasileira.

Através da inovação e inclusão contínua, atua com modelo de gestão compartilhada e boas práticas de governança que consolidou suas estruturas e processos, ampliando as condições gerais de segurança e redução de riscos. Como fruto deste trabalho, a AUTOBEM BRASIL possui uma ampla rede credenciada para atender e fortalecer os atos cooperados. Isso tornou-a uma das cooperativas de proteção mais solventes do Brasil.

A Governança Corporativa é o conjunto de mecanismos e controles, internos e externos, que permite aos cooperados definir e assegurar a execução dos objetivos da Cooperativa, garantindo sua continuidade e os seus princípios.

Todas as decisões sobre a Cooperativa são realizadas em Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias. Estas reuniões acontecem entre toda a equipe administrativa da Cooperativa e os seus Delegados. Todos os números sobre a Cooperativa são divulgados, e decisões importantes são tomadas.

Sendo formatado do seguinte modo:

• Conselho Fiscal
• Conselho Administrativo

Como uma empresa séria e de valores a Autobem baseia-se nos sete princípios do cooperativismo, que são as linhas orientadoras por meio das quais as cooperativas levam os seus valores à prática. São eles:

1º - Adesão voluntária e livre

As cooperativas são organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a utilizar os seus serviços e assumir as responsabilidades como membros, sem discriminações de sexo, sociais, raciais, políticas e religiosas.

2º - Gestão democrática

As cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os homens e as mulheres, eleitos como representantes dos demais membros, são responsáveis perante estes. Nas cooperativas de primeiro grau os membros têm igual direito de voto (um membro, um voto); as cooperativas de grau superior são também organizadas de maneira democrática.

3º - Participação econômica dos membros

Os membros contribuem equitativamente para o capital das suas cooperativas e controlam-no democraticamente. Parte desse capital é, normalmente, propriedade comum da cooperativa. Os membros recebem, habitualmente, se houver, uma remuneração limitada ao capital integralizado, como condição de sua adesão. Os membros destinam os excedentes a uma ou mais das seguintes finalidades: desenvolvimento das suas cooperativas, eventualmente através da criação de reservas, parte das quais, pelo menos será, indivisível; benefícios aos membros na proporção das suas transações com a cooperativa; apoio a outras atividades aprovadas pelos membros.

4º - Autonomia e independência

As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua, controladas pelos seus membros. Se firmarem acordos com outras organizações, incluindo instituições públicas, ou recorrerem a capital externo, devem fazê-lo em condições que assegurem o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da cooperativa.

5º - Educação, formação e informação

As cooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, dos representantes eleitos e dos trabalhadores, de forma que estes possam contribuir, eficazmente, para o desenvolvimento das suas cooperativas. Informam o público em geral, particularmente os jovens e os líderes de opinião, sobre a natureza e as vantagens da cooperação.

6º - Intercooperação

As cooperativas servem de forma mais eficaz aos seus membros e dão mais - força ao movimento cooperativo, trabalhando em conjunto, através das estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais.

7º - Interesse pela comunidade

As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades através de políticas aprovadas pelos membros.

A AUTOBEM BRASIL com o objetivo de suprir e atender as expectativas e necessidades dos seus cooperados no âmbito de Proteção Veicular e Patrimonial, declara em sua Política da Qualidade o compromisso em:

• Prestar e Oferecer um atendimento personalizado, cumprindo os requisitos legais e estatutários;
• Investir em novas tecnologias e na capacitação de seus colaboradores, tornando seu negócio cada dia mais sustentável;
• Aprimorar e melhorar continuamente seus processos;
• Prover Soluções através da excelência de serviços e produtos, superando as expectativas dos cooperados com o melhor custo benefício, segurança e inovação.

Ser inovadora nos serviços e reconhecida pelo seguimento de proteção patrimonial para contribuir para o desenvolvimento do Brasil.

• Implantar e investir em tecnologias inovadoras;
• Buscar a satisfação do associado, prestando serviços com competência, eficácia e segurança, aprimorando constantemente nosso atendimento, tornando-o mais ágil, e com um ambiente de trabalho que proporcione conforto aos associados;
• Investir constantemente em treinamentos, capacitando os profissionais para que possam contribuir no esforço do aprimoramento da qualidade, sendo eficazes nos serviços prestados;
• Buscar resultados financeiros que garantam o crescimento sustentável da Entidade;
• Aperfeiçoar constantemente os indicadores de desempenho e tratar as não conformidades nos prazos estabelecidos, atendendo aos requisitos de qualidade e buscando a Plena satisfação dos nossos cooperados.

Kerlys Pio Souza da Silva

Diretora Presidente


Aprovação: 28/02/2021 - VER 01